sexta-feira, 30 de abril de 2010

PAPOS INSPIRADOS

Salve navegantes do "Palavra e Cor",
Um dos prazeres deste blog é conhecer pessoas interessantes,  fazer novas amizades e descobrir afinidades mil! Tive o prazer de conhecer a Fabiana de Brito Gomes, primeiro virtualmente e depois num maravilhoso café para um papo entre "irmãs escrevinhadoras". A guria é o máximo, como gente e como escritora - espero que ela coloque um novo blog no ar em breve, para que todos possam ler suas criações. Sem mais delongas, anuncio que fiz um poema pra Fabi, um poema para todas as mulheres e homens que criam, sonham e amam! E vejam como o universo conspira, não é que a Simone (outra que é um vulcão de criatividade) me aparece com uma foto que serve direitinho pra ilustrar o encontro e o poema!
Então é isso, curtam a foto e a poesia, beijos. Rô

     
CRIADEIRA

Insondáveis labirintos com Minotauros, Faunos e túneis sem fim!
Habita o mistério de almas noturnas, que são luzes diáfanas...
Num mundo embriagado de loucura vaga, de marés vazantes.
Pois toda a loucura é cura, que o escuro do eu situa,
quando há coragem para se lançar no abismo do sem sentido
Que sente, ressente, consente
Enquanto machuca a carne nua,
num flagelo permanente que só a poesia sutura.
Emoções fatiadas, protocoladas e embalsamadas.
Servidas com a torta de morangos no café da tarde da existência!
Mulher vulcão em ebulição permanente,
Derrete pedras, transforma gelo em água:
Cria caminhos com palavras.
Faz-se vulcão voraz com amores viscerais, totais.
Nesses dias é puro magma ardente, derretendo emoções congeladas.
(Pa)Lavras incandescentes!
Com o novelo de lã, que surrupiou de Teseu,
vai vertendo letras do coração que sangra e saltita.
As mãos costuram tais letras em febril hemorragia.
E ela vai fazendo dos textos: terapia.
Parteira de todos os seus eus...
É assim que sua alma cria!

Rosane Arostegui

6 comentários:

Si Fig disse...

Nossa Rosane! Hoje dando uma das muitas espiadas diárias que faço em nosso blog, como quem cuida de um filho, me deparei em um misto de surpresa e alegria com esta tua poesia. Amei, e sinto que é bem isto que alguém de tem muitas ideias criativas sente. É uma "liquidificação" mental, emocional, enfim...
Ainda bem que temos nossas válvulas de escape, no teu caso e da Fabi: a palavra, e no meu a câmera fotográfica (minha dor e delícia)!
Matou a pau amiguinha!
Abraço!
Si.
OBS: Fabiana, você está convidada pra postar quantas poesias quiser no nosso blog!

marilice costi disse...

Oi querida, está lindo o teu blog.
Parabéns... textos e imagens. Adorei os palhaços, o passeio no Santander.
Beijos

chitafigueredo disse...

ai muguerada!!!!!
cada vez mais superação...
Rosane se delicia em palavras e Simone a mesclar imagens...
que bom visitar o BLOG!!!!!
Criar filhos é assim um trabalho infinito enquanto dura e que nos traz a alegria do dever cumprido.
O filho,o Blog..."segura que o filho éde voces!!!!!!
Por falar em filho...cadê Severino e sua mana????
um abraço,Gracinha.

Anônimo disse...

o BLOG estáuma delicia!!!!
Parabens!!! um abraço nas duas,gracinha.

Natalia Setubal disse...

Ave Rosane,

Dá gosto mesmo passar sempre aqui no "PalavraCor"! Parabéns pelos posts, pelas fotos, pelas textos e poesias: tudo lindaço!

É bacana encontrar pessoas assim, que afloram mais e mais as emoções da gente, com quem a gente se afina e tudo mais...A Fabiana, pelo visto, é uma alma assim.

Deixo pra você Ro, em especial, esta frase que pincei de um livro que estou lendo:
"Pessoas mesmo são os loucos, os que estão loucos para viver, loucos para amar, aqueles que buscam tudo ao mesmo tempo, que improvisam, nunca usam clichês e encantam... Encantam como explosões de fogos de artifício".
beijão pra ti e
abração pra Simone e Fabiana
Natália

Idalina disse...

Sincronicidades del mundo que propiciam criações tocantes...

Parabéns!

Abração.